Remédios para Insônia, Tratamento para voltar a ter sono

Nesses tempos modernos em que a busca por atender às necessidades da família ou de si próprio obriga o ser humano a preocupar-se mais com o trabalho do que com o aproveitar a vida de maneira saudável.

Muitos são os distúrbios de saúde que podem se apresentar e, entre eles podemos destacar a Insônia que leva muitas pessoas à quadros depressivos, uma vez que o descanso da noite, quase nunca é feito de forma apropriada.

Fique conosco na leitura deste texto pois é  sobre esse distúrbio no sistema nervoso que tem incomodado muita gente e causado grandes danos ao organismo em geral, que vamos abordar.

Além disso, vamos aproveitar para falar dos remédios que trazem de volta o sono e são ótimos para Insônia que os médicos especialistas costumam recomendar.

O que é

A Insônia é um distúrbio no sistema nervoso que compromete a qualidade de vida do indivíduo.

Esse distúrbio caracteriza-se pela dificuldade que uma pessoa tem para adormecer levando a noites mal-dormidas apresentando alguns dos sintomas logo no dia seguinte.

 

Pessoas que sofrem de Insônia apresentam problemas no humor e lhes falta as energias para o dia-a-dia, seja para o trabalho ou para a prática de algum esporte ou ainda para os estudos.

Principais Causas

Muitas são as causas que podem contribuir para a Insônia, sejam os hábitos de saúde ou mesmo algumas doenças que preocupam e tiram o sono do indivíduo. Vamos a algumas dessas causas:

  • Estresse,
  • Ansiedade,
  • Depressão,
  •  Mudanças no ambiente ou horário de trabalho,
  • Dormir e acordar em horários diferentes, tendo isso como um costume,
  • Ingestão de café ou outras bebidas que contém cafeína e outros estimulantes,
  • Consumo do álcool,
  • Tabagismo,
  • Efeitos adversos de alguns medicamentos que se faz uso,
  • Costume de jantar ou se alimentar muito tarde da noite,
  • Ingerir alimentos de difícil digestão na refeição do jantar,

Além disso, podemos citar algumas doenças que devido aos constrangimentos que apresentam, afetam o sistema nervoso do indivíduo que acaba encontrando maior dificuldade para conciliar o sono.

Vamos a algumas delas:

  • Doença de Alzheimer,
  • Doença de Parkinson,
  • Câncer,
  • Artrite,
  • Refluxo gastro-esofágico,
  • Doença nos pulmões,
  • Distúrbios na Tireoide,
  • entre outras doenças.

Sintomas Observados

Normalmente, um indivíduo que sofre com a Insônia, leva pelo menos 30 minutos mais para conciliar o sono. Além disso, pode apresentar sintomas como:

  • Dificuldades para adormecer no período da noite,
  • Despertar várias vezes durante a noite,
  • Irritabilidade, ansiedade e depressão,
  • Despertar muito cedo pela manhã,
  • Cansaço e sonolência durante o dia,
  • Acordar cansado a cada manhã,
  • Dificuldades de concentração,
  • Aumento nos riscos de acidente de trabalho,
  • Dores de cabeça localizadas,
  • entre outros sintomas.

Fases do sono e Distúrbios

Os estágios do sono podem ser divididas em 4 fases. Para cada uma dessas fases, é importante que o indivíduo apresente uma boa qualidade de sono, pois, do contrário, cedo ou tarde ele irá padecer de algum transtorno.

  • Fase 1 – essa fase começa a acontecer assim que adormecemos. Pelo menos 10% das horas dormidas compreendem essa fase.

Durante essa fase de sono, o sono passa do estado de Vigília para o Sono quando o corpo libera o hormônio Melatonina que é responsavel pela sensação da sonolência que todo indivíduo apresenta.

  • Fase 2 – ao entrar nessa fase, os batimentos cardíacos ficam mais lentos, a musculatura do corpo relaxa e a temperatura também fica mais baixa. Esse estágio corresponde a pelo menos 45% das horas de sono durante a noite e é nessa fase do sono que começamos a sonhar.
  • Fase 3 – durante a fase 3 do sono, o organismo fica o metabolismo mais lento. Durante essa fase que ocupa pelo menos 25% das horas de sono, os batimentos cardíacos e a respiração funcionam em ritmo ainda mais baixo.

Durante essas 3 primeiras fases do sono, os tecidos do corpo são restaurados, o corpo gasta menos energia, a massa muscular aumenta e ainda ocorre a liberação do hormônio de crescimento.

  • Fase 4 – essa é a fase conhecida como a fase REM do sono quando este é mais profundo e que de fato garante o descanso necessário para todo o indivíduo. Essa fase, deve ocupar pelo menos 20% das horas de sono.

Essa fase do sono é imprescindível para o ser humano. Nessa fase o indivíduo recupera a saúde mental, a saúde da memória, a atenção e também o estado de vigilância da mente.

Também é nessa fase do sono que tudo o que aprendemos de novo, é gravado em definitivo em nossa mente.

Quando, por algum motivo, ocorre um distúrbio durante essas 4 fases do sono, certamente que toda a qualidade do sono durante a noite será prejudicada. Esses distúrbios, com o tempo vai influenciar negativamente na qualidade de vida do indivíduo provocando transtornos mentais bem severos.

Entre os distúrbios de sono mais comuns que podemos mencionar estão:

  • Insônia – a insônia é caracterizada pela dificuldade de pegar no sono ou manter-se dormindo mesmo quando em condições normais para que a boa noite de sono aconteça.
  • Narcolepsia – quando ocorre esse distúrbio, o indivíduo pega no sono rapidamente, independente se está em casa, no trabalho ou mesmo em um ambiente de lazer.

Apesar de ser considerada muito raro, esse tipo de distúrbio pode levar a consequências desastrosas.

  • Paralisia do sono – indivíduos com esse tipo de distúrbio, perdem temporariamente os movimentos dos músculos e, mesmo estando conscientes, não conseguem se mexer ou falar.
  • Sonambulismo – isso acontece quando parte do cérebro é ativada mesmo com a pessoa dormindo. Apesar de ser considerado um problema genético, o sonambulismo também pode acontecer por conta de noites mal dormidas e estresse acentuado.
  • Bruxismo – esse distúrbio é caracterizado pelo ranger dos dentes do indivíduo enquanto ele dorme. Associado a quadros de estresse e ansiedade, esse distúrbio causa desgaste dos dentes e problemas na articulação temporo-mandibular.
  • Distúrbios do sono REM – esses distúrbios acontecem quando existe algum problema no mecanismo humano que permite o relaxamento muscular que deveria acontecer nessa fase.
  • Apneia do sono – trata-se de um distúrbio caracterizado pela interrupção momentânea da respiração na hora do sono. Em geral, o indivíduo não sabe que sofre com esse distúrbio, senão quando é alertado pelo paceiro que dorme ao lado.

Muito frequente em pessoas que roncam enquanto dormem, a apneia do sono pode apresentar problemas durante o dia. Nessas situações, o indivíduo apresenta maior cansaço, sonolência, irritabilidade e dificuldades de concentração enquanto está acordado.

Remédio Zolpidem

Zolpidem é um dos remédios para Insônia bastante recomendado pelos médicos.

Trata-se de um medicamento com ação hipnótica que age sobre o mecanismo do cérebro que provoca o sono e com isso, faz com que o indivíduo tenha boas noites de sono.

Mas atenção, somente um médico especializado é quem pode garantir o melhor tratamento sem maiores riscos ao paciente.

Substância ativa nesse medicamento – cada comprimido revestido contém 10 mg de Hemitartarato de Zolpidem.

Como usar o medicamento – apesar do tratamento individual precisar ser prescrito por um médico, a recomendação em geral é de 1 comprimido de Zolpidem ao dia por um período máximo de 30 dias.

Quando se trata de insônia ocasional a recomendação é de usar o medicamento de 2 a 5 dias apenas, mas quando se trata de insônia transitória, a recomendação é de usar o medicamento por um período de 2 a 3 semanas seguidas.

Além disso, os adultos com mais de 65 anos de idade que porventura apresentem problemas hepáticos devem usar apenas a metade da dose por dia.

Efeitos adversos desse medicamento – entre os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento costuma apresentar estão:

  • Episódios de confusão,
  • Reação do tipo paradoxal ou psiquiátrica,
  • Sensação de vertigens,
  • Tontura,
  • Cefaleia,
  • Sonolência durante o dia,
  • Fraqueza muscular,
  • entre outros efeitos adversos.

Valor desse medicamento – a embalagem com 20 comprimidos de Zolpiden 10 mg tem um valor aproximado de R$ 47,00 reais.

Remédio Valium – Diazepam

Valium é uma entre as opções em remédios para Insônia que podemos encontrar no mercado.

Porém devido aos efeitos adversos que ele pode apresentar sua administração só pode ser feita sob a vigilância de um médico especialista.

Valium é um medicamento recomendado para tratamentos de ansiedade, tensão e outras condições psicológicas ou psico somáticas que envolve a ansiedade.

Substância ativa nesse medicamento – cada comprimido contém 5 mg ou 10 mg de Diazepam.

Como usar esse medicamento – em geral, a recomendação médica para o tratamento inicial é de 5 mg a 10 mg diário para os adultos.

As doses orais usuais para adultos se iniciam com 5 – 10 mg. Dependendo da gravidade dos sintomas, o médico poderá recomendar doses de 5 – 20 mg/dia. Normalmente cada dose oral para adultos não deve ser superior a 10 mg.

Efeitos adversos desse medicamento – os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar são:

  • Cefaleia,
  • Hipotensão,
  • Variações nos batimentos cardíacos,
  • Parada cardíaca,
  • Incontinência urinária,
  • Aumento ou a diminuição na libido,
  • Náuseas,
  • Secura na boca ou hipersalivação.

Valor desse medicamento – a embalagem com 30 comprimidos de Valium 10 mg tem um valor aproximado de R$ 25,00 reais.

Remédio Pasalix

Pasalix é um medicamento de origem fitoterápica bastante recomendado para tratar da ansiedade e consequentemente da insônia. Esse medicamento contém em sua princípios ativos com ação calmante.

Substancia ativa nesse medicamento – esse medicamento contém as seguintes substâncias:

  • Passiflora Incarnata,
  • Pilriteiro,
  • Salgueiro.

Em uma combinação muito eficaz, esse medicamento combater a ansiedade e melhora a qualidade do sono.

Valor desse medicamento – a embalagem com 20 comprimidos de Pasalix tem um valor aproximado de R$ 41,00 reais.

Rivotril Ajuda a iniciar o Sono

Rivotril é um medicamento que age diretamente sobre o sistema nervoso central e, por isso, em algumas condições, também pode ser recomendado pelos médicos para melhorar as condições do sono.

Acontece que esse medicamento contém ação levemente sedativa, anticonvulsivante, relaxante muscular e tranquilizante. Porém, nada de se auto-medicar, é importante buscar pelo aconselhamento médico que antes irá avaliar a condição clínica do paciente.

Substância ativa nesse medicamento 

  • Rivotril Gotas – cada ml do medicamento contém 2,5 mg de Clonazepan,
  • Rivotril sublingual – cada comprimido sublingual contém 0,25 mg de Clonazepan,
  • Rivotril comprimidos – cada comprimido contém 0,5 mg ou 2,0 mg de Clonazepan.

Como usar o medicamento – a forma de tratamento e o período deste tratamento deverá ser recomendada diretamente pelo médico responsável. Esse tratamento vai variar de acordo com a gravidade do problema a ser tratado.

Efeitos adversos desse medicamento – esse medicamento pode apresentar uma variedade de efeitos adversos, alguns inclusive bem severos. Esse é mais um motivo para buscar pela ajuda médica antes de usar o medicamento.

Valor desse medicamento – o valor desse medicamento varia de acordo com a sua apresentação.

Alimentos que provocam Insônia

Na verdade, quando se fala de insônia, esse distúrbio muitas vezes é causado pelo fato de nos alimentarmos com alimentos de difícil digestão e ainda mais, tarde da noite.

Alguns alimentos que provocam a insônia;
  • Alimentos que contém cafeína tais como o próprio café, chocolate, refrigerantes como a coca-cola,
  • Alimentos que contém açúcar e outras substâncias artificiais. Esses alimentos apresentam substâncias estimulantes e, além disso, elevam os níveis de glicose no sangue, trazendo a inquietação na hora de dormir já que produzem maior energia.
  • Alimentos ricos em proteínas e gorduras saturadas – além de serem de difícil digestão, esses alimentos liberam aminoácidos no sangue deixando o organismo mais estimulado comprometendo a qualidade do sono.
  • Alimentos que apresentam condimentos mais picantes – esse tipo de alimento causa irritação no sistema digestivo provocando, o refluxo, azia, entre outros desconfortos e, além disso, aceleram o metabolismo, provocando a insônia.

O que fazer para ter de volta o sono

Se os alimentos de difícil digestão comprometem a qualidade do sono, a solução é se alimentar com alimentos que são fáceis de ser digeridos.

Para resolver o problema do sono com os alimentos, alimente-se de alimentos que sejam ricos em:

  • Triptofano como as nozes, tomate, queijo branco, mel, leite, salmão,
  • Alimentos ricos em vitamina B6 como a cenoura, levedura de cerveja, azeite de oliva extra virgem, melancia, soja em grão, entre outros.
  • Alimentos que contenham a vitamina C como a laranja, kiwi, melão, morangos, acelga, entre outros.
  • Alimentos com carboidratos complexos encontrados nos cereais integrais, grãos integrais, macarrão integral, entre outros.
  • Alimentos ricos em magnésio como o alho, nozes, ameixa seca, bananas, entre outros.

Além disso, pratique atividades físicas diárias, mesmo que sejam 30 minutos apenas e não esqueça de ingerir muita água no intervalo das refeições.

Tratamento Psicológico

Dormir mal durante a noite tem muito a ver com problemas psicológicos. Por isso, pode ser necessário mudar seus hábitos de vida.

Faça uma avaliação de como você tem agido até aqui. Lembre-se que trabalho demais, agitação das grandes cidades, problemas familiares, alimentação errada, tudo isso e mais um pouco contribui diretamente para que aconteçam os quadros de estresse e ansiedade que vão influenciar diretamente na qualidade do sono.

Leia também: